sexta-feira, 3 de abril de 2009

Atormentando crianças - Parte 1

A diferença de idade era de uns 15 anos. O guri, hiperativo em tratamento. A guria tinha seus momentos. Ele, pela pouca idade a bombardeava de perguntas. Muitas. Ininterruptamente. Todas respondidas atenciosamente. Simpatizava com crianças. E odiava ter uma pergunta sem resposta. Mas encheu o saco. Óbvio. Entrou no carro decidida a não responder. Mas perguntar! Atormentou. Deixou o coitadinho zonzo. Quem o socorreu foi a dinda. "Eu não quero mais conversar com ela", fazendo beicinho. Sentiu-se orgulhosa. Até escorrer a primeira lágrima. Dele, claro. Choro de criança é sacanagem.

2 comentários:

Alice disse...

malvada!

crianças são lindas! (longe e sem emitir sons!)

Fala garoto, fala garota. disse...

EU NÃO BRINCO MAIS COM VC... SUA BOBA.