quarta-feira, 15 de abril de 2009

Atormentando crianças - Parte 2

Banco de trás de uma Parati. Uma criança que aos 6 anos já tinha calos nas cordas vocais. Uma pré adolescente que devia chupar limão ao acordar. Mães nos bancos da frente conversando sobre generalidades. E petelecos e beliscões a cada encheção de saco no banco de trás. A mãe da pequena nem registrava mais os gritos, acostumou-se à potência vocal e não dava importância às demonstrações de dor da filha. No banco de trás os beliscões corriam solto. Barriga gordinha! Boa de beliscar! Até que ela resolve verbalizar os maus tratos.

- Mãe, ela tá me beliscando!

- Capaz que ela ia fazer isso contigo, minha filha. Agora fica quietinha, vai!

Rá!

8 comentários:

Bibi disse...

Isto me parece TÃO familiar...
odeio essas pessoas que beliscam a gente!!



to me sentindo o máximo aqui... agora todo mundo sabe que eu era MUITO, mas MUITO chata :D

Alice disse...

maltratando a Bibi!!! e o melhor: com cara de santa!

paula_ascari disse...

A Cibele é a típica come-quieto e santa do pau oco... só imagino ela fazendo aquela cara de inocente para as mamis no banco da frente...

Quem não te conhece que te compra... por 10 centavos e olhe lá... hehehehehe

TE AMOOOOOOOOO!!! Saudades...

Ci disse...

Agora que todo mundo sabe era a Bi quem eu atormentava, podem parar com essa de que eu sou malvadona... afinal, só faço isso com crianças MUITO, mas MUITO chatas! Hahahahahhahahahaa

Paulera! Saudade mega blaster! E poxa... 0,99 né... minha cotação não tá tão baixa assim! Hahahhaa

Di disse...

Não consigo imaginar a Ci atormentando alguém... mas quando se trata da Bibi, tudo se aceita!

hehehehe

ótimas palavras Ci!

Beijãoo

nini disse...

ah eu sou testemunha de como a Bibi era chata!!!!!!

e também fui vítima dos beliscões, gritos e afins...

ô guriazinha que nasceu pra atormentar a paz da rua!!! hahahahahaha

mas a gente ama como se fosse a irmã mais nova!

bjo Ci!
dei boas risadas lembrando da nossa infância feliz! hehehehe

Maurício Boff disse...

como observador de fora, a bibi só pode ser codinome de cibele carvalho. tá na cara! "barriga gordinha", aham...

Rafael disse...

ia até comentar que essa história me parecia familiar, mas cheguei BEM tarde.

ci, eu só digo que te apoio, afinal, ela até cresceu e hoje não é mais criança. mas criança, toda e qualquer, tem seus momentos de outro mundo.

p.s: palavra de verificação: 'quetolo', me senti um até...