segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Contagem regressiva...

... para o fim do mês do cachorro louco.

Minha avó nunca gostou de agosto. Cresci com ela dizendo que era o mês do cachorro louco, do desgosto... e confesso não ter simpatia por esta marcação do calendário.

E hoje, 15 anos da morte da minha avó materna - ironicamente no último dia do mês, aquela notícia que chega aos 49 do segundo tempo e muda o placar.

Ninguém gosta de perder. Nem dinheiro, nem caneta, nem brinco, nem chave... e muito menos quem se ama. A gente pulou a fila da aceitação da perda. Não nos conformamos. Choramos. Mas não adianta rezar pra São Longuinho. Certas coisas a gente não vai mais achar.

Felizmente, entramos em outras filas. A da força nas horas mais difíceis, a de amigos leais, a da serenidade, a da superação... Mas nem por isso deixamos de sofrer. O que conforta é saber que estamos cercados de gente que nos ajuda a superar isso. Pessoas que não medirão esforços pra nos ver sorrir de novo, que nos farão aceitar o curso natural da vida, que estarão lá. Só. Não precisa nem falar. Só o olhar basta.

Não é minimizar a perda. É aprender a conviver com ela. E sair fortalecido.

Saudades tuas, vó. Recebe bem a tia Marli aí, tá?!

7 comentários:

Alice disse...

a injusta lei da vida. força menina!

Ci disse...

Injusta ou não é a lei da vida né...

Todo mundo mandando vibrações positivas pra Pree!

paula_ascari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ci disse...

A tia Marli é mãe da nega.

paula_ascari disse...

PARA CIBELE E PRISCILA:

Estou como sempre mantendo contato como posso e fico com o coração partido de ver por aqui que perdeste um ente querido. Chora, te escabela, que são poucas as coisas na vida que valem a pena chorar... essa é uma delas...

Mas o tempo é sábio e se dividiu em vários dias para que com o passar deles nossas dores e sofrimentos fossem se desfazendo...

Mando toda minha força daqui... Se precisar, saiba que poderá sempre contar comigo e a Priscila por extensão!

Um mega abraço, da amiga sumida!

Tamara disse...

"Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente."

Fala garoto, fala garota. disse...

Estamos juntas!