sábado, 26 de abril de 2008

Habiiiib


Noite de quarta-feira, restaurante árabe na Cidade Baixa, lenço jordaniano pendurado na parede, lenço palestino vindo para juntar-se a nós. Andee e eu só estávamos esperando a Pree, que apesar de jurar que agora está pontual e que acorda cedo todos os dias, se atrasou. O quase silêncio do Damask se alterou com a nossa chegada. Sim, porque não sabemos rir baixinho nem falar sem se empolgar. Garçon de ouvido na nossa conversa, pedidos feitos, chamamos uma Patrícia, apesar dos protestos: "não bebo mais, estou me cuidando". Aquela era uma ocasião especial e merecia um brinde.

Na pauta, assuntos sérios, piadas sobre assuntos sérios, atualização sobre nossas vidas - desde o ano passado não conseguíamos marcar uma janta só nossa, amores, festas, piadas sobre a amiga que apagou na última festa, piadas sobre uma festa de noivado que não sai, dança do ventre com direito a cenário enfumaçado, comentários pertinentes sobre a Palestina, a sensação de ser mãe por duas semanas, relatos de uma ex-vida loka, etc, etc, etc. Porque rir ao lado delas não tem preço. E o melhor de tudo é saber que a faculdade, além do esperado diploma, trouxe essas duas aí. Amizade verdadeira, descontrolada e pretender, bem a nossa cara. Amo vocês, suas loucas!

4 comentários:

Fala garoto, fala garota. disse...

Noooossa, que texto lindo. É verdade, isso foi herança da Famecos. Graças aos cafezinhos e croassants e black music e aulas de tv que nos unimos. Um brinde a todos aqueles que tiveram a cara de pau de chegar na aula de manhã faltando meia hora pro intervalo!
Depois de um domingo no Dado! Amo vcs, maravilhosas!

Pree, Wonder Pree disse...

amo-as e ponto.
isso é pra sempre. além da vida!
Há tanta poesia nisso tudo que dá vontade de chorar.

Ci disse...

Um brinde!!

Nos amamos!! Eeeeeeeee...

Noé disse...

Palavras que voam,
asas que escrevem,
quem faz?
e quem é?
o outro?
Noé,
http://consiliencia.blogspot.com/